15 de dez de 2009

Se o mundo inteiro me pudesse ouvir, eu tenho tanto pra contar...

...dizer que aprendi.

E aprendi, comecei o ano pedindo paz, amor e bem, hoje eu sei que o certo é pedir sabedoria e coragem e ter amor próprio e fé, que você consegue absolutamente tudo .
Aprendi com meus novos amigos, minha nova rotina, meus novos desafios. Aprendi também a me ver, como eu sou, o que quero e porque sou . Aprendi que seus amigos de sempre, sempre serão seus amigos e sempre serão os mesmos banguelas e remelentos da terceira série, mesmo que cresçam, ainda serão eles que te farão sorrir. Aprendi que nossos pais nem sempre estão certos, nem sempre sabem tudo e que nem sempre estão preparados para nos segurar e evitar o tombo, às vezes eles nem vêem a gente cair, são, de fato, crianças como nós. Aprendi que o melhor colo do mundo é o do travesseiro e que a melhor conselheira é a consciência . Aprendi que o que dói na gente geralmente dói muito mais nos demais. Aprendi que o nosso amor de verdade nunca sai do nosso lado, mesmo magoado, mesmo desacreditado. Aprendi que escolhas erradas sempre deixam cicatrizes, que podem ser as de um piercing no umbigo, ou as de uma eterna desconfiança. Aprendi que as pessoas que sonham alto, voam alto, e são aquelas que você vê batalhando pelos sonhos. Aprendi que as pessoas que mais criticamos são as mais parecidas conosco. Aprendi que nós sempre, SEMPRE, podemos mudar. Aprendi que ser eu mesma significa ser um leque de possibilidades tão grandes e tão desconhecidas, quanto comuns e óbvias.
Aprendi que quem tem fé, sabedoria, amor próprio e coragem, tem tudo que precisa .

E eu não quero nada de ninguém, quero apenas o justo, pela minha obra, pelo meu esforço, pelo meu trabalho, pela minha competência e pelo que sou .

10 de dez de 2009

Jurei mentiras e sigo sozinho, assumo os pecados.

Objetivar-se, nivelar-se por cima, lutar pelo seus sonhos.


O maior desafio de crescer é definir sozinho seus próprios parâmetros e estabelecer metas para ultrapassar, é admitir-se um ser novo a cada dia, é aceitar que as pessoas tem defeitos e erram, é crescer com os próprio erros e com os erros alheios, e crescer com seus sonhos, e crescer com suas aquisições, é fazer da vida um processo infindo de amadurecimento, é estar consigo, amar-se e viver cada realização, cada sorriso, cada dúvida. Ostentar o prazer de pensar grande, se nivelar sempre por cima, fazer dos sonhos uma realidade, e tudo isso com tenacidade, sagacidade e, sobre tudo, humildade.
Humildade para se compreender humano, passivo de erro, humildade para ouvir, humildade para não fazer de ninguém escada para o sucesso e humildade para descobrir que crescer geralmente é andar sozinho e de pés descalços, mesmo quando o chão for quente, mesmo quando as depressões do chão te machucarem. E ainda assim ter na humildade de se saber vencedor, um sorriso estampado no rosto e braços abertos para acolher os que te levaram pela mão até o topo do mundo, do seu mundo.




Amém.












Para ler ouvindo : Sangue Latino - Secos e Molhados / Como os nossos pais - Elis Regina .

3 de dez de 2009

S.E.X.O.



Corram mamães, escondam suas filhinhas e abasteçam o estoque de camisinha dos seus mancebos porque com a proximidade das férias e nada melhor que o calor e roupas de banho para fazer os hormônios borbulharem.

Verão, praia, sol, fornicação - como diz Buriti - a mistura que vai bombar nesse verão. (Xênti, desde que o mundo é mundo,né? Nude é literalmente o novo preto.)

Certo que nem todo mundo transa, já transou, vai transar nos verões da vida, mãs as pessoas pelo menos podiam parar de fingir que sexo é só para reprodução, porque não existe nada mais irritante que transformar sexo em tabu.

Mas o que assusta de fato é que é um tabu muito difundido, especialmente entre as meninas. Acreditar que garotas não transam, não sentem desejos sexuais e são puras e castas é, além de ignorância, machismo.

Não, não acho que seja sensato para qualquer pessoa - independente de ser homem ou mulher - sair transando com qualquer coisa que tenha os 4 membros e duas orelhas. Especialmente porque não somos puramente instintivos, sexo não tem que ser vulgarizado, mas também não deve ser tratado como algo de outro mundo.

Entretanto, quando passa por nós uma menina que já transou rola o comentário : " É queeeenga, Deuzémais, ela até já deu " MAS HEIN?! Não quero fazer as horas de Tati Quebra Barraco mas : " É dela, é dela, quem deu foi ela. " . Se rolasse de um menino passar, certamente ninguém diria que ele era quengo porque ele já transou, até porque todo mundo acha muito normal os garotos começarem a vida sexual aos 13 anos. Eu não acho.

Primeiro que aos 13 ninguém está no apogeu da maturidade, nem física [s]e muito menos[/s] nem psicológica. E quando eu digo ninguém eu quero dizer nem meninos, nem meninas. Quanto mais cedo se assume responsabilidades - inclusive as sexuais - mais estapas são queimadas. E meus chuchuzinhos, nós sabemos que vivenciar as etapas do nosso próprio crescimento, e conhecer nosso corpo é fundamental para usar ao longo da vida.

Entonces, eu sei que é constrangedor, mas amigão e amiguinha, batam um papinho com seus respectivos tutores a respeito de sexo, é a melhor fonte. Mãs casos sua mãe não se sinta a vontade para falar contigo sobre o assunto, ou seu papai não aceite que a princesinha dele tenha muito lipídio hormonal, procure um especialista. Porque tão importante quanto não banalizar o sexo, é descobrir a própria sexualidade.


No mais, para ler ouvindo : Ultraje a rigor - Sexo . :*

2 de dez de 2009

Primeira impressão é quinem praga de mãe...

O mistério Da simbiose das bolas de chiclé.

Marketing Pessoal, ou você tem, ou você tá encrencado(a).
Nem preciso dizer que estamos num mundo capitalista onde absolutamente todo mundo quer vender uma ideia, ou um padrão de vida e que para isso é importante que você seja você mesmo e venda a sua própria ideia e não a duzôto, né?

Coisa um: Quem diz que "marketing pessoal é o mesmo que reputação" são aquelas velhotas moralistas que eventualmente atendem por 'vó, ou por carola de igreja.
Coisa dois: Se você é uma menininha com menos de 18 e não entrou na faculdade, nem tem namorado, ainda assim considere relevantes as dicas da sua avó, falou ?
Coisa três: Se você tem 1) personalidade 2) grana e 3) um monte de convite para qualquer lugar
(Carro e Grana - Leoni), você provavelmente está com seu marketing ok, vá dá um rolê por aí, cativar uns brotos com a sua caranga envenenada.

Pequena obs : A coisa um só vale Em cidades com mais de 500.000 habitantes . E fora da escola, pelamor de DEUS não se atraque com seus coleguinhas, não é lekaol, DIK.

O que você veste, com quem você anda, o que você lê - Inteligência é afrodisíaco, melhor que estar com a gata e pá... rolar aquela catuabazinha, tcherto? - , o que você ouve e a sua vibe são coisas que transmitem o que você é para quem te ver, quem flerta contigo e quem quer de qualquer forma se aproximar para nutrir qualquer tipo de relação.

O que você veste diz muito a respeito de você, inclusive economicamente right?, entonces não vista a roupa que a sua mãe escolheu, não vista roupas baseado(a) na moda, vista-se dentro do seu estilo, se você gosta de vintage não saia por aí com tons fluo só porque está na moda porque se você não se sentir a vontade com a roupa, provavelmente passará uma mensagem errada e nós sabemos que não é o que ninguém quer. Ou seja meu querido, se você é o filho mais novo do All Capone não comece a se vestir do dia para noite de Playsson, porque além de não se encaixar com o seu lifestyle a roupa vai fazer você parecer para quem já lhe conhece: um retardado total. Para quem vai lhe conhecer : sou capaz de apostar que você não vai gostar das pessoas que vai atrair com esse figurino . ( A não ser que você sofra de transtorno de personalidade ! )

Com quem você anda ? Eu sei que é feio e antiquado, mas diga-me com quem andas que eu te direi quem és. Amigos devem ser escolhidos a dedo sim, porque eles são possivelmente as pessoas mais importantes do processo de crescimento contínuo de um ser humano, e são as pessoas que , exceto pela sua família, sempre e incondicionalmente estarão contigo. Então não caia no conto do " amigo de buatchy ", " amigo de confidência ", " amigo de escola ", para ser amigo tem que ser bom o suficiente para estar contigo em, todos os lugares e poder, portanto ser uma ponte entre você e o mundo exterior. Então minha cara(o), se não quer comer lavagem, não ande com os porcos, se gosta de pérolas toca aqui e vamo-que-vamo.

O que você lê não é só importante, é fundamental, pessoas inteligentes são universalmente admiradas, você se sente reconfortado conversando com alguém que tenha papo, e não fale só de sapato/carro/maquiagem/mulher, porque é REALMENTE re-vol-tan-tê interagir com gente desprovida de cultura . Ou seja, melben, se você não gosta de ler aprenda a gostar, busque livros de linguagem menos sofisticada e leve, de leitura rápida, vá testando um deles vai apaixonar você e então se seguirá um casamento próspero. Nada melhor que um bom recurso lingüístico para cantar e encantar ( Vide Gabriel Pensador - Rap do Feio )
No quesito o que você ouve, o negócio é bem simples: O melhor jeito de começar uma conversa é falando de música, pessoas ecléticas são pessoas que tendem a ser bem e multi-relacionadas principalmente porque nunca falta assunto, cada um tem suas preferências musicais, CLARO, mas ouvir apenas um gênero musical é o tipo de coisa que só pessoas ligeiramente desprovidas de [s]cérebro[/s] cultura fazem, já que é muito mais fácil apreender a respeito de culturas em geral através da música.

Por fim a vibe é o seguinte: se você sempre estiver emburradë, de cara feia e reclamando jamais ninguém vai se aproximar de você, porque mesmo pessoas igualmente desagradáveis terão medo de você. Ou seja o melhor cartão de visita é um sorriso, tome um bom banho de sal grosso, com arruda e guade o seguinte mantra : ema ema ema cada um com seus póbrema.

Afinal, nada como uma boa primeira impressão para abrir portas, janelas e afins, né?




1 de dez de 2009

Luz dos olhos para amanhecer, é só você estar.


Hoje estou uma azia, quente ( lê-se sentimental ) e indigesta.

Pensei muito, mais que o normal, e já que eu sou superficial, fria, egocêntrica, egoísta e ególatra toda vez que eu penso demais eu fico sentimental, mas como eu não sei lidar bem com sentimentos meu sentimentalismo pode ser facilmente encarado como uma postura agressiva, e para o desfecho da Ópera D'eu eu começo a despejar verdades sobre as pessoas.

Rasgação de seda.

Acontece que as únicas pessoas no mundo que suportam meus transtornos de humor são respectivamente: Pazzen, Farias de Sousa, Buriti e Dude. Pazzen me dá uns tabefes e manda eu me comportar como um ser humano normal, Farias critica analiticamente - né que ela treina para a futura profissão, menine ? - meu Super, alter, über e qualquer outra coisa-ego, Buriti me estimula a ser alguém melhor ou a rir dos meus erros e aprender com eles. E Dude me diverte, me anima e eventualmente vai no teatro comigo só para me agradar.

Fim da rasgação de seda.

E então eu me ponho a questionar, como sempre, as nossas atitudes nessa terra chata e feia. O tema de hoje é relacionamento, prontofalay, simples assim. Adoro ser psicóloga dos relacionamentos alheios, gosto de verdade de ver as pessoas nutrindo seus amores, os vendo crescer e blábláblá caixa de fósforo, mãs existe um "póbrema" nisso tudo.
Independente do caráter do relacionamento temos tendências óbvias de estereotipar as pessoas com as quais vamos no relacionar e atribuímos a ela valores e impressões que são absolutamente nossas, é o tipo de situação fadada a decepção mútua.
Quando não, fazemos o seguinte, admitimos pessoas diferentes mais queremos relacionamentos iguais, senão ao da sua melhor amiga(o), igual ao seu anterior, e aí colhega está tudo mais que fadado ao fracasso, porque simplesmente não vai andar, relações não são jogos-de-memória, não tem par a história NÃO se repete e cada experiência é unica.
Mãs se você não idealizou a pessoa, nem o relacionamento e quer aquele relacionamento com aquela pessoa que :
a) você perdeu
b) é gay e NADA vai mudar isso
c)não te quer nem pintado de ''oiro'' com azevinhos
d) TODAS AS ALTERNATIVAS

Te digo, colhega, se mata. :D

Entretanto se você acredita em recomeço de vida ou se não é alguém raso, se você aceita " Eu te amo " como new black... Tudo certo, vá em frente ...


Abra suas asas, solte suas feras.


-
Para ler ouvindo : Coldplay - The Scientist.





Agradeço a Thássila Deorce pelo curso de Prenância e pelo novo layout, ♥


Picolé de Chuchu ;

Fria e Indigesta !