2 de fev de 2009

Eu sou um poço de sensibilidade.

Não corrigir nossas falhas é o mesmo que cometer novos erros.


Cômodo, comodismo, comodidade, conformismo, conformar-se, conforme.


Palavras que significam que quando você as é, as tem, as usa, as habita, as propaga, você não sai do lugar. Quando se é ou se faz a figura destas, você se torna marionete das possibilidades, das cisrcunstâncias e a partir de então não se é mais senhor de si.


Revolucionar-se é preciso, fazer de si revolução, paixão.


Sem deixar de lado o seguinte porém: revoluções mudam tudo, embora não sem dor.


E hoje uma moça bonita* me disse que : " Sem sofrer não se vive "












* alusão a música " Dona da minha cabeça " .

Um comentário:

Picolé de Chuchu ;

Fria e Indigesta !