25 de abr de 2009

Dédili.




Um senhor, sorridente, brincalhão, calmo tranquilo e sereno, por trás de um óculos quadrado e um bigode que lhe dar um ar rigoroso, que não dura muito depois de uma piada - particularmente sem graça.

Nereu Ramos é nome de presidente, mas o próprio gosta de dizer que: " em casa eu mando, mas ninguém obedece ", entretanto ele exerce uma influência sem precedentes em todos que o cercam, o meu pai é " o peso da batida do errado que deu certo ", ele ascendeu, ele é bom de VERDADE nisso de ascender, crescer...Ser bom.

E quando eu tenho medo o meu pai costuma ser muito racional, e hoje eu elegi duas, das muitas, coisas que ele já me disse a primeira foi em meio a um discurso derrotista no qual eu dizia qualquer coisa como : " É, pai, mas tudo que começa tem mesmo que ter um fim. " E ele me respondeu, sem pestanejar : " Quem criou essa frase certamente desistiu " .

Ele sabe o mal que faz fugir, ele conhece o presso da omissão, porque o que é desistir senão omitir-se de tentar ? Se existe uma barreira - diz ele - faça dela um motivo para aprender e seguir, não para recuar .

Quem recua tem mais que medo, está além da omissão, mora na falta de coragem .
Quem recua faz de si objeto de administração alheia, não sabendo então administrar-se, conter os medos e domesticar as frustrações, tornando tudo passivo de apredizagem e crescimento .

E agora eu entendo com clareza o " saiba gerenciar suas frustrações " que ele costumava me dizer .


A outra coisa que ele me disse foi :

" Nada pode me fazer mal. Ninguém pode me fazer mal a menos que coloque algo na minha comida, ou atice contra mim alguma coisa para me ferir. Somos todos senhores do que nos acontece de bom e ruim. "


O que me remeteu de alguma forma a oração de São Jorge.



Eu estou vestido e armado com as roupas e as armas de São Jorge, para que os meus inimigos tenham pés e não me alcancem, tenham mãos e não me toquem, tenham olhos e não me vejam, e nem mesmo em pensamento eles possam me fazer mal. Armas de fogo o meu corpo não alcançarão. Facas e espadas, se quebrem sem o meu corpo tocar. Cordas e correntes, arrebentem sem o meu corpo amarrar. Jesus Cristo, me proteja e me defenda com o poder de sua santa e divina graça Virgem de Nazaré, me cubra com o seu manto sagrado e divino, protegendo-me em todas as minhas dores e aflições, e Deus, com sua divina misericórdia e grande poder, seja meu defensor contra as maldades e perseguições dos meu inimigos. Glorioso São Jorge, em nome de Deus, estenda-me o seu escudo e as suas poderosas armas, defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza, e que debaixo das patas de seu fiel ginete meus inimigos fiquem humildes e submissos a vós. Assim seja com o poder de Deus de Jesus e da Falange do Divino Espírito Santo.


Para ler ouvindo : Ogum - Zeca Pagodinho .





Ogum, ele nunca balança, ele pega na lança, ele mata o dragão. Ogum é quem dá confiança para uma criança virar um leão.Ogum! É um mar de esperança que traz a abonança para o meu coração.


Você é meu Ogum, pai.

Um comentário:

  1. qualquer coisa como : " É, pai, mas tudo que começa tem mesmo que ter um fim. " E ele me respondeu, sem pestanejar : " Quem criou essa frase certamente desistiu " .
    AMEEEEEEEEI *-* por isso Alanie é tão poetica cara!

    ResponderExcluir

Picolé de Chuchu ;

Fria e Indigesta !