21 de ago de 2011

Dos eventos do prazer

Incrível como os olhos se entregam fácil, acomodando-se à falta de luz. O resto do corpo, porém, não. O resto do corpo é luta feroz, a fim de qualquer migalha de claridade ou lógica. Rumina, resiste, se desprega da alma. Tem vida própria, arrepios corrente, tempestade.     - Álex Leilla











Gozar do canto,
do sorriso feito manto,
que entorna o caldo pronto
faz sentir, feito lamento, derramar
pleno o tormento: ápice do prazer.

O gozo.

Se apropria do momento e faz firme
feito hora : estranho e lento, em cio
juramento, prece, verso, ceia
e por fim o acalanto
do corpo cru

                                                                                                                                                 E ponto.











4 comentários:

  1. muito bom mesmoo


    aproveita e confere meu blog n se iluda pela cor tá rs
    http://belezaatitudeevida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa, me dá uma vontade de comer os seus textos! Meu maxilar até mexe!
    Tô falando sério.
    (L)

    ResponderExcluir

Picolé de Chuchu ;

Fria e Indigesta !