9 de ago de 2009

O tempo não pára,


O tempo não espera .


Nós passamos a maior parte da nossa vida vivendo no passado, nos erros anguistiantes ou nas vitórias jubilosas, choramingando pelos cantos por coisas que já passaram, pessoas que já passaram, roupas, cpomidas e costumes.

Quando não, nos perdemos em devaneios pessimistas sobre o futuro, ou traçamos objetivos infames que sabidamente não cumpriremos. Vivemos na rotina passado-futuro, destinamos boa parte da nossa vida ao controverso hábito de julgar e planejar.

Perdemos o tempo de viver o presente... Não digo que o passado não seja importante ele te tornou o que você é agora e se isso de ser quem se é de alguma forma não te satisfaz, bom você tem o AGORA para mudar isso, não o amanhã, nem o lamentável ontem .

Acontece que se o que você é agora está lhe agradando não viva em função de planejas o que você será amanhã, viva o hoje de maneira responsável, se cultive, e mesmo faço planos, trace objetivos e os alcance pouco a pouco, mas não viva de planos nem de passado.

Os planos são variáveis e o passado é a sua constante mais óbvia, então porque perder tanto tempo de agora com o que foi e o que será. Seja o que foi, e DECIDA, FAÇA, ACONTEÇA o que será. (:



A maior verdade sobre o tempo é que ele se faz em função da sua dinâmica.

Um comentário:

Picolé de Chuchu ;

Fria e Indigesta !